Precisando Conversar com Alguém?

MascotesSomos ouvintes, em primeiro lugar. Se você está se sentindo sozinho, com algum problema e precisa de alguém para conversar, aqui você encontrá a atenção e a discrição que tanto necessita.

CONFABULE

Histórias


  1. Ela me fez sofrer feito um cão, mas ainda a amo

    Em janeiro de 2010 conheci uma menina que tinha 18 anos, na época. Logo no começo senti algo grandioso. Coloquei em minha mente que teria de conquistá-la e, depois de algumas tentativas, estava apaixonada por mim. Começamos a namorar e eu sempre mantive a postura de bem-humorado, romântico, carinhoso, dedicado, etc. Em contrapartida, sou impaciente, ansioso e sincero demais. Nosso começo de relacionamento foi perfeito! Sentia-me flutuando, feliz por ter uma garota linda, simpática, inteligente, divertida e, ainda por cima, sua família me adorava. Como sempre fui sincero, resolvi abrir a minha vida para minha amada, para que terceiros não...
  2. Sou muito tímida e infeliz. Como faço para mudar?

    Tenho 17 anos e sou muito infeliz. Desde pequena sou muito tímida e tenho muita dificuldade para fazer amizades. O pior de tudo é que não tenho coragem de contar para meus pais, porque tenho medo que eles não deem atenção ou que digam que é frescura minha. Tenho muita vontade de mudar, já tentei sozinha, mas não consigo. Além disso sinto uma coisa estranha, uma sensação ruim, como se a cabeça não aguentasse e eu fico tonta, e como se alguém ficasse me vigiando e eu tivesse que fazer tudo certo o tempo todo. Às vezes acho que estou...
  3. Errei: traí, cheirei, bebi… Suicídio? Divórcio? O que eu faço?

    Sou casado há 29 anos, tenho 53 anos e ela 46.Temos um filho de 28, já encaminhado, inteligente e independente. Ela e eu fomos 100% felizes – pelo menos eu, pois ela era a mulher ideal para mim. Discreta, adorável e me amava muito. No entanto, por volta dos meus 40 anos, conheci uma garota de 18, que começou a mexer com meus desejos, antes totalmente voltados para minha esposa. Meu pai e tio, os elementos masculinos em que eu me espelhava quando criança, vangloriavam-se de terem tido mais de 100 amantes cada um. Meu pai nos abandonou quando eu...

Veja todas as histórias >>

Sobre Nós

Antes de tudo, somos ouvintes. Vamos ouvir tudo, imparcialmente, como um amigo faria. E então vamos dizer o que pensamos a partir de outro ponto de vista: o nosso. E talvez com isso você consiga enxergar tudo de uma outra maneira, e perceba que não, você não está sozinho.

Copyright © 2012 Confabulemos. Desenvolvido por GA

Contato

Envie-nos um Email com sua história, mensagem, opinião e críticas.

Siga-nos: Twitter | Facebook